terça-feira, 18 de agosto de 2009

Bom Brasileiro...

Ele "é" um bom Brasileiro...
Um homem que transforma seu emprego em um lar...
seus colegas em uma família...
que dedica seu melhor, mesmo que não sendo muitas vezes reconhecido por isso...
Envelhece,adoece...e então se aposenta.
Para muitos, seria um grande alívio, alívio para aqueles que trabalham por obrigação e apenas isso...
Mas para esse bom brasileiro, não era só isso, depois de 24 anos ele finalmente pára de trabalhar...
E então, se sente "rejeitado", e vê que todos esses anos dando ao suor, o tempo, a dedicação de uma vida toda não valem de muita coisa...
Um homem que chora por sair do emprego como uma criança que perde o brinquedo predileto...
Como aqueles velhos xerifes de filme em sua aposentadoria, que ganham uma medalha ou algo assim, e ele teve sua pequena homenagem, um belo papel e desejos de felicidades.(¬¬)
E apenas isso!

Ele sente falta daquele mundo, fica em casa o dia todo há uma semana mais ou menos...
não reclama, até irrita um pouco sua esposa e filha desacostumada com sua presença, e suas teimosias(coisasdevéiohhe)...

Tem uma filha que por mais que esteja sem vontade, mas geralmente está pois, este traço de cinéfila ela puxou dele, olha 1,2,3 filmes seguidos com ele durante a tarde, deixando de lado sua "soneca da tarde"....
Ela tem medo que ele fique triste ou pensando coisas ruins...então faz de tudo para não vê-lo mais se depreciar como no dia em que deixou para trás 24 anos de uma vida...
Se ele completasse 25 anos, ganharia uma medalhinha de ouro.... mas o dispensaram antes, por que ele sob ordens do médico, não poderia realizar atividades pesadas(não ele não está incapacitado)....
Ele está bem, mas a empresa não quis arriscar...
E também ela estava desligando todos os aposentados de lá...novos empregados custam mais barato,não!?!
E por que com ele seria diferente,só por que ele era o empregado que não faltava, que não vivia de atestado, pq ele era o cara de confiança que ficava no lugar da chefe quando ela não estava lá.
Não, não é o bastante.

Ele é um bom brasileiro, não pensa só em dinheiro...
A arte de amar a rotina de um bom trabalhador...

Post dedicado ao melhor homem, o mais forte,o mais preocupado com a família, o que dá o seu melhor, que tenta exercer suas tarefas com perfeição de um profissional.

Derly Leguissaman Herrera, o MEU pai...



Referência- ♪ Bom Brasileiro- cachorro grande♫

7 comentários:

  1. Concordei plenamente Dyn! Por estas e outras que devemos valorizar o paizão, rs \o/

    ResponderExcluir
  2. Bem, realmente muito bonito seu texto, seu pai vai , se já não está, lisongeado com ele.
    Mas sempre tem um pra ir contra neh rsrsrsrsrs ( e geralmente sou eu ), eu não gosto mto de pessoas velhas, acho que pode ser um tipo de fobia, mas não as trato mal não, pelo contrário, sou muito educado.
    (uffa, desabafei)

    ResponderExcluir
  3. Meu Pai não é velho,eu disse"coisadeveio" pq é coisa de pai neh :D

    hausahsauhsausahsuashashaus

    ResponderExcluir
  4. cara perfeito, naum sabia desses teus dotes de escritora. =OO
    te amo dyn.
    continua sempre valorizando teu pai, alem de parecer ser um passoas tri massa, ele é teu pai né!! =DD
    beijão!!

    ResponderExcluir
  5. Essas malditas garotas que tem manias de serem iguais aos pais... é triste né?! huahuahua Adorei o post,amor *---* ...e sim sabemos como é bom ver nossos velhos com cara de satisfação pelas nossas minimas(e significativas) coisas, tudo pra não ver aqelas "rugas do tempo" com cara de rabo!=P huahua

    ResponderExcluir